Dia Mundial do Rock

   “Hoje é Dia de Rock, bebê!!!!!” kkkkkkkkk Brincadeiras a parte, é verdade, dia 13 de julho é comemorado o Dia Mundial do Rock.  Segundo Wikipédia:

Em 13 de julho de 1985, Bob Geldof organizou o Live Aid, um show simultâneo em Londres, na Inglaterra, e na Filadélfia, nos Estados Unidos. O objetivo principal era o fim da fome na Etiópia. O evento chamou a atenção por contar com a presença de muitos artistas famosos na época. Entre os participantes, estavam The Who, Status Quo, Led Zeppelin, Dire Straits, Madonna, Queen, Joan Baez, David Bowie, BB King, Mick Jagger, Sting, Scorpions, U2, Paul McCartney, Phil Collins (que tocou nos dois lugares), Eric Clapton e Black Sabbath.

Os shows foram transmitidos ao vivo pela BBC para diversos países e abriram os olhos do mundo para a miséria no continente africano.

Em 2005, 20 anos depois do primeiro evento, Bob Geldof organizou o Live 8, uma nova edição com estrutura maior e shows em mais países. Dessa vez o objetivo foi pressionar os líderes do G8 para perdoar a dívida externa dos países mais pobres e erradicar a miséria do mundo.

No Live 8 o Grupo de Rock Britânico Pink Floyd se reuniu em sua formação clássica pela primeira vez depois de 20 anos de separação.

Comemoração somente no Brasil

Apesar de se chamar “Dia Mundial do Rock”, a data só é comemorada no Brasil. Ela começou a ser celebrada em meados dos anos 1990, quando duas rádios paulistanas dedicadas ao rock – 89 FM e 97 FM – começaram a mencionar a data em sua programação. A celebração foi amplamente aceita pelos ouvintes e, em poucos anos, passou a ser popular em todo o país. Entretanto, essa data é completamente ignorada em todo o resto do mundo.

Outros países e localidades não têm uma data específica para celebrar esse estilo musical ou têm outras datas. Nos EUA, poucas pessoas comemoram a data no dia 9 de julho, em homenagem ao programa “American Bandstand, de Dick Clark, que estreou nessa data.  O programa ajudou a popularizar o rock and roll nos EUA.

Por ser uma data definida arbitrariamente e sem respaldo em outros países, especialistas em música contestam essa escolha. Eles sugerem outras datas que seriam mais significativas para a história do rock e que, portanto, mereceriam ser o verdadeiro Dia do Rock. Entre elas, estão o dia 5 de julho, quando, em 1954, Elvis Presley gravou uma versão mais rápida do blues That’s All Right e 9 de fevereiro, quando, em 1964, a banda The Beatles se apresentou pela primeira vez nos EUA.

Festa de São João

   Gosto de saber as origens de certas coisas e hoje fui atrás da história da Festa de São João, fiz um resumo e espero que gostem.

   Também é conhecida como festa dos Santos Populares ou celebração do meio do verão (esta última no hemisfério norte).

   A Igreja Cristã, designou o dia 24 de junho como o dia desta festa em homenagem ao mártir cristão São João Batista e celebra a Véspera de São João e o nascimento de João Batista.  Estas celebrações acontecem particularmente no norte da Europa (Dinamarca, Estônia, Finlândia, Letônia, Lituânia, Noruega e Suécia), Irlanda, Galiza, parte do Reino Unido (especialmente a Cornualha), França, Itália, Malta, Portugal, Espanha, Ucrânia, algumas outras partes da Europa, Canadá, Estados Unidos, Porto Rico, Brasil e Austrália.

   Origens

   O festival é também mencionado por alguns neopagãos como “Litha”, decorrente do De temporum ratione de Beda, que fornece os nomes anglo-saxões Ærra Liþa e Æfterra Liþapara os meses que correspondem aproximadamente a junho e julho, com um mês intercalado de Liþa aparecendo depois de Æfterra Liþa em anos bissextos.

   Com origem europeia, as fogueiras juninas fazem parte da antiga tradição pagã de celebrar o solstício de verão (no Hemisfério Norte). Assim como a cristianização da árvore pagã “sempre verde”, que se tornou a famosa árvore de natal, a fogueira a volta do 25 de junho tornou-se, pouco a pouco, na Idade Média, um atributo da festa de São João Batista, o santo celebrado nesse mesmo dia. Ainda hoje, a fogueira de São João é o traço comum que une todas as Festas de São João Europeias (da Estônia a Portugal, da Finlândia à França).

   As celebrações do solstício ainda são centradas no dia do solstício do verão astronômico. Alguns optam por realizar o rito em 21 de junho, mesmo quando este não é o dia mais longo do ano, alguns comemoram em 24 de junho, o dia do solstício no tempo dos romanos. Os antigos romanos também realizavam um festival em honra do deus Summanus em 20 de junho. Na Wicca, os praticantes celebram no dia mais longo e a noite mais curta do ano, que não têm uma data definida, a partir do calendário celta de 13 meses.

Cristianização

   Embora o midsommar seja originalmente um feriado pagão, no cristianismo ele é associado ao nascimento de João Batista, que é associado ao mesmo dia, 24 de junho, nas igrejas católica, ortodoxa e em algumas igrejas protestantes. Ocorre seis meses antes do Natal porque o Evangelho de Lucas (Lucas 01:26 e Lucas 1.36) implica que João Batista nasceu seis meses antes de Jesus, embora a Bíblia não diga em que época do ano isso aconteceu.

   No século VII, Santo Elígio avisou aos recém-convertidos habitantes de Flandres contra as antigas celebrações pagãs do solstício, ao dizer: “Nenhum cristão deve participar da festa de São João ou da solenidade de qualquer outro santo e realizar solestitia [ritos do solstício de verão] ou dançar, pular ou entoar cantos diabólicos”.

   Conforme o cristianismo se dissipou por regiões de tradição pagã, as celebrações do midsommar foram transformadas em novos feriados cristãos, muitas vezes resultando em celebrações que misturavam tradições cristãs com tradições derivadas de festividades pagãs.

   Agora falarei somente no Brasil:

Brasil

    As festas juninas são, multiculturais, embora o formato com que hoje as conhecemos tenha se originado nas festas dos santos populares em Portugal: a Festa de Santo Antônio, a Festa de São João e a Festa de São Pedro e São Paulo principalmente. A música e os instrumentos usados (cavaquinho, sanfona, triângulo ou ferrinhos, reco-reco etc.) estão na base da música popular e folclórica portuguesa e foram trazidos ao Brasil pelos povoadores e imigrantes do país irmão.
   As roupas caipiras ou saloias são uma clara referência ao povo campestre que povoou principalmente o nordeste do Brasil e pode-se encontrar muitíssimas semelhanças no modo de vestir caipira no Brasil e em Portugal. Do mesmo modo, as decorações com que se enfeitam os arraiais iniciaram-se em Portugal, junto com as novidades que, na época dos descobrimentos, os portugueses trouxeram da Ásia, tais como enfeites de papel, balões de ar quente e pólvora. Embora os balões tenham sido proibidos em muitos lugares do Brasil (podem causar acidentes aéreos e queimadas em florestas ou residências mesmo), são usados na cidade do Porto em Portugal com muita abundância e o céu se enche com milhares deles durante toda a noite. A dança de fitas típica das festas juninas no Brasil origina-se provavelmente da Península Ibérica.
  Bem interessante né?!  Adoro os docinhos e salgados nessa festa, sem falar do quentão!!!!  Agora vou a caça de uma festa para ir.

Exposição ComCiência

 20160514_110857

   Fui com duas amigas na exposição ComCiência, sim é assim que escreve, é uma exposição da artista Patrícia Piccinini, que está no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil) até dia 27 de junho e é gratuita.  Achei meio estranho, mas interessante.  Não recomendo levar criança, pois podem se assustar, mas fica a seu critério, visto que estava cheio delas lá.
Vamos a explicação do evento:

Trazer a questão das mutações genéticas para o território da arte, a artista australiana apresenta um universo de culturas desconhecidas,
porém palpáveis e surpreendentemente afetuosas. Com Ciência, um neologismo que carrega sentido duplo, propõe ao público um percurso narrativo
entre esculturas, desenhos, fotografias e vídeos.

Vamos a algumas fotos:

Meu Leitor Digital – Kindle

   Estou tentando mudar para uma vida minimalista, não é fácil no começo, mas estou me acostumando e me adaptando aos poucos. Já joguei muita coisa fora, por serem besteira e outras me desapeguei, vendi ou dei. Agora chegou na fase dos livros, gosto de manusear e fazer anotações, mas acumulam muita poeira e sou alérgica, então foi ai que entrou o Kindle, leitor digital. Nele você pode ter bastante livros e podem ser até em PDF, o que facilita, pelo tamanho e praticidade. Poder levar mais de um livro na bolsa e nem pesar. Acho super válido e me adaptei muito bem.Coloquei alguns livros da faculdade e levo todos comigo.

kindle
O meu é o simples, não tem iluminação para ler no escuro, mas foi o que pude comprar na época e supre minhas necessidades. Vamos a ficha técnica e descrição:

  • a tela tem 6 polegadas e é touch screen;
  • a bateria dura semanas;
  • se conecta com Wi-Fi;
  • pesa 191g;
  • tamanho 169 x 119 x 10.2 mm (6.7″ x 4.7″ x 0.40″).

   Não lembro quanto paguei, mas foi por volta de R$200,00. Pode comprar capinha, ainda não comprei a minha.

   Existem outros modelos de leitor digital como o Kindle, da própria Amazon e outras marcas, como o LEV, da Saraiva e outro que não lembro o nome.  O Ipad também consegue ler.

GoPobre

   Sempre que eu puder, vou querer melhorar os equipamentos e tudo mais referente ao blog e canal, então acabei investindo na minha “GoPobre”. kkkkkk

GoPro4

   Como estava fora de cogitação (finaceira) a verdadeira GoPro, acabei adquirindo a prima pobre dela, da marca Navicity, é a Câmera Esportiva Navcity NG-100 Prata, não é das melhores, mas tenho achado bem legal os vídeos que testei e as fotos, a qualidade não é tão boa, mas quebra galho.

   Vamos as características e informações técnicas.:

  • tem bateria recarregável, com duração de 40 minutos gravando vídeos em Full HD (1080p) e também fotografa com resolução de 12MP, armazenando tudo em um cartão microSD de até 32Gb (não incluso),

  • aceita 30M à Prova d’água,

  • Monitor/Display LCD 1,5”

  • Memória Interna 9.8MB

  • não possui Zoom Óptico

  • Zoom Digital 4x

  • Lentes 140° de ângulo amplo

  • Velocidade do Obturador 1/30 a 1/13000 seg.

  • Abertura do diafragma f/ 2.8

  • não possui Estabilizador de Imagem

  • Alimentação: Tipo de Bateria/Carregamento Li-Ion recarregável 3,7V e 900mAh (Duração: 40 min.)

  • Modos de Cena Vídeo e Câmera

  • Formatos de Arquivos .mov,JPEG

  • Idiomas do Menu Português

  • não tem Wi-Fi embutido e nem Bluetooth

  • Conteúdo da Embalagem Câmera NG-100; case à prova d’água; suporte para bicicletas; bastão de selfie; bateria Li-ion de 900mAh

  • Dimensões aproximadas do produto (AxLxP)cm 4,1×5,9×2,9cm

  • Peso liq. aproximado do produto (kg) 58g

  • Garantia do Fornecedor 12 meses

  • Não possui entrada para microfone externo Modelo NG-100 Referência do Modelo NG-100 Fornecedor NC Brasil SAC 0800 770 06 28 Código de Barras 7898590571597 Modelo NG-100

Comprei aqui por R$249,00, mas era uma semana de desconto, foi para R$ 227,09.