Dia do Amigo

   Antes de mais tudo, FELIZ DIA MEUS AMIGOS!!!!!!!!!! Amo vocês.  Aqui no Brasil não é lei, por isso também há comemoração no dia 18 de abril, mas a maioria comemora no dia 20 de julho.

Mais um momento cultura Wikipédia:

Durante o século XXI, foram criadas várias iniciativas para a celebração de um Dia da Amizade em distintas partes do Mundo. Nos Estados Unidos e em partes da Ásia divulgou-se o primeiro domingo de agosto como o dia de entrega de cartões e presentes entre amigos, e celebrações similares se formaram em distintos países da América do Sul e Europa em diferentes datas.

A iniciativa para o estabelecimento de um Dia do Amigo reconhecido internacionalmente teve como antecedente histórico a Cruzada Mundial da Amizade, que foi uma campanha em favor da valorização e realce da amizade entre os seres humanos, de forma a fomentar a cultura da paz. Foi idealizada pelo médico Ramón Artemio Bracho em Puerto Pinasco, Paraguai em 1958. A partir desta ideia, se fixou o 30 de julho como Dia da Amizade.

Na Argentina, a data foi criada pelo médico argentino Enrique Ernesto Febbraro. Com a chegada do homem à lua, em 20 de julho de 1969, ele enviou cerca de quatro mil cartas para diversos países e idiomas com o intuito de instituir o Dia do Amigo. Febbraro considerava a chegada do homem a lua “um feito que demonstra que se o homem se unir com seus semelhantes, não há objetivos impossíveis”.

Em 27 de abril de 2011, durante o sexagésima quinta sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, dentro do tratamento da “Cultura de paz”, se reconheceu “a pertinência e a importância da amizade como sentimento nobre e valioso na vida dos seres humanos de todo o mundo” e decidiu-se designar como Dia Internacional da Amizade o 30 de julho, em concordância com a proposta original promovida pela Cruzada Mundial da Amizade. A iniciativa foi apresentada conjuntamente por 43 países (incluindo o Brasil e quase todos os países sul-americanos), e foi aceita unanimemente pela Assembleia Geral.

 

Anúncios

Dia Mundial do Rock

   “Hoje é Dia de Rock, bebê!!!!!” kkkkkkkkk Brincadeiras a parte, é verdade, dia 13 de julho é comemorado o Dia Mundial do Rock.  Segundo Wikipédia:

Em 13 de julho de 1985, Bob Geldof organizou o Live Aid, um show simultâneo em Londres, na Inglaterra, e na Filadélfia, nos Estados Unidos. O objetivo principal era o fim da fome na Etiópia. O evento chamou a atenção por contar com a presença de muitos artistas famosos na época. Entre os participantes, estavam The Who, Status Quo, Led Zeppelin, Dire Straits, Madonna, Queen, Joan Baez, David Bowie, BB King, Mick Jagger, Sting, Scorpions, U2, Paul McCartney, Phil Collins (que tocou nos dois lugares), Eric Clapton e Black Sabbath.

Os shows foram transmitidos ao vivo pela BBC para diversos países e abriram os olhos do mundo para a miséria no continente africano.

Em 2005, 20 anos depois do primeiro evento, Bob Geldof organizou o Live 8, uma nova edição com estrutura maior e shows em mais países. Dessa vez o objetivo foi pressionar os líderes do G8 para perdoar a dívida externa dos países mais pobres e erradicar a miséria do mundo.

No Live 8 o Grupo de Rock Britânico Pink Floyd se reuniu em sua formação clássica pela primeira vez depois de 20 anos de separação.

Comemoração somente no Brasil

Apesar de se chamar “Dia Mundial do Rock”, a data só é comemorada no Brasil. Ela começou a ser celebrada em meados dos anos 1990, quando duas rádios paulistanas dedicadas ao rock – 89 FM e 97 FM – começaram a mencionar a data em sua programação. A celebração foi amplamente aceita pelos ouvintes e, em poucos anos, passou a ser popular em todo o país. Entretanto, essa data é completamente ignorada em todo o resto do mundo.

Outros países e localidades não têm uma data específica para celebrar esse estilo musical ou têm outras datas. Nos EUA, poucas pessoas comemoram a data no dia 9 de julho, em homenagem ao programa “American Bandstand, de Dick Clark, que estreou nessa data.  O programa ajudou a popularizar o rock and roll nos EUA.

Por ser uma data definida arbitrariamente e sem respaldo em outros países, especialistas em música contestam essa escolha. Eles sugerem outras datas que seriam mais significativas para a história do rock e que, portanto, mereceriam ser o verdadeiro Dia do Rock. Entre elas, estão o dia 5 de julho, quando, em 1954, Elvis Presley gravou uma versão mais rápida do blues That’s All Right e 9 de fevereiro, quando, em 1964, a banda The Beatles se apresentou pela primeira vez nos EUA.

Dia da Vacina BCG

   Dia 01 de julho é comemorado o Dia da Vacina BCG, você sabe para que serve?  Quando tomar?  Vamos a explicação então:

A vacina BCG serve para criar imunidade e agir contra as infecções. Ela é a principal responsável pela defesa do corpo contra a tuberculose. Seu nome real é Bacilo de Calmette e Guérin e imuniza tanto crianças quanto a adultos dessa temida doença. Até hoje, é um dos únicos medicamentos conhecidos que serve como preventivo não só das formas graves da tuberculose, como também da tuberculose miliar e da meningite tuberculosa.

Criada em 1921, produzida por meio de cepas da bactéria da tuberculose bovina, ela é aplicada com uma injeção intradérmica e por lei é obrigatória para todas as crianças menores de 1 ano de idade. Porém, por recomendação do Ministério da Saúde, elas devem ser revacinadas quando atingirem a idade escolar (6 ou 7 anos) por prevenção de uma infecção.

No dia 1 de julho é comemorado o dia da vacina BCG para lembrar a população da importância de estar com a carteirinha de vacinação, tanto dos adultos quanto das crianças para evitarmos o contágio desta doença que causa diversas complicações com a nossa saúde e bem estar.

   Para auxiliar no controle de vacinação o Ministério da Saúde disponibiliza uma tabela com o Calendário Básico de Vacinação da Criança! 

(Fonte: Blog Pesquisa Saúde)

Dia de São João

    No dia 24 de junho comemoramos o Dia de São João (comemorado em todo o país) e nunca soube o por que, então fui buscar o motivo.  Vamos a explicação:

  Há muito tempo quando Nossa Senhora morava em Nazaré (deu a luz à Jesus em Belém) passeava pelos campos que cercavam sua humilde casinha no cair na tarde, viu algo como estrela cadente/cometa caindo do céu, mas na verdade era um anjo (Gabriel), enviado por Deus para avisá-la que teria um filho e que deveria chamá-lo de Jesus e que Isabel, sua prima, também teria um filho e que viria primeiro que o dela.

   No dia seguinte colheu algumas flores e frutos e partiu para a casa da prima Isabel, que era numa colina.  Quando Isabel viu Maria, partiu ao seu encontro para contar a novidade que seu marido havia recebido orando num templo sobre a criança que teriam e que a mesma deveria chamá-lo de João.  E no meio da conversa a Maria perguntou como saberia que Isabel teria dado a luz, Isabel então conta que no alto da montanha colocará um mastro enfeitado com flores vermelhas e do lado acenderá uma fogueira.  Quando esse dia chegou, foi feito o dito e Maria partiu para visitar o recém nascido João, desde então essa data é comemorada e com fogueira e mastro com flores vermelhas.

Achei interessante e confesso que não sabia mesmo disso!  Me perdoe os que sabiam.

(Fonte: http://folha.com/no1300473)

 

Glúten: vilão ou não?

139873028814

   Como já disse, sempre que vejo uma reportagem interessante, separo para ler depois ou simplesmente separo para lembrar de dividir com vocês. E na mudança de quarto, reencontrei uma pasta com vários textos que aos poucos vou lendo, resumindo e soltando por aqui.
O texto de hoje é longo, mais vale a pena, é uma matéria de 2006, mas que ainda anda atual, é sobre glúten. A tal “dieta” que retiramos o glúten.  O engraçado é que periodicamente algum alimento se torna vilão e um tempo depois, com algumas pesquisas, percebemos que não é bem assim.
Essa dieta virou moda no Brasil e muitos nutricionistas e médicos nutrólogos aprovaram. Eu honestamente acho que o glúten tem sua importância na nossa alimentação, mas respeito a opinião e escolha dos outros; cada um sabe o que é melhor para si.
Segundo a reportagem, por ser vilão deve ser excluído do nosso cardápio em nome da saúde e da boa forma. Ele é encontrado no trigo, no centeio, na cevada e na aveia, dizem que se transforma num tipo de cola ao chegar no intestino e gruda nas  paredes intestinais, provocando aos poucos, uma saturação no aparelho digestivo, dores articulares, alergias cutâneas, enxaqueca, depressão, aumento da gordura visceral (aquela que fica na região abdominal). Mas vejo pessoas não comendo pão, mas comem a aveia, de que adianta então?! Não é radical na retirada do glúten….
Esse “perigo”, segundo a reportagem, ficou pior quando o consumo de pães, biscoitos, macarrão, bolos aumentou. Hoje encontra-se glúten até no queijo. Nem eu sabia dessa!!!
Os resultados já aparecem nos consultórios de alergistas, nutricionistas e nutrólogos: como obesidade, síndrome de resistência à insulina, deficiência de cálcio, alergias, diarréias e doenças auto-imunes.
Os chineses dizem que o excesso de glúten no organismo é sinal de má higiene interna: o metabolismo desacelera/empaca, favorecendo bactérias que gostam de calor e estagnação.
A nutróloga e pediatra Clara Brandão, defende o uso da mandioca, milho e arroz no lugar do trigo importado, que tanto tem feito mal. E que ao abolir o glúten, você emagrece, a famosa “dieta sem glúten” virou moda em academias e meio artístico. Agora, pães de milho, de aipim, de abóbora e de cenoura, macarrão de arroz e cookies de soja são os novos xodós e delícias dos mercados. Algumas pessoas notaram perda de peso e redução na barriga e sensação de leveza após começarem essa dieta. Ela comenta também que o saquinho de tempero do macarrão instantâneo é um veneno, pois apresenta glutamato de soja, que altera a química cerebral e é uma substância tóxica.
O nutricionista da reportagem, João Curvo, diz que é possível uma dessensibilização ao glúten num período de 3 meses, no qual não pode ser ingerido trigo, centeio, cevada ou aveia – os quatro contêm a substancia – e depois é possível comer esporadicamente sem risco de danos. Intestino sem glúten produz serotonina e gera alegria e que o trigo, principalmente à noite, tem grandes chances de virar gordura abdominal.
O segredo da nova dieta seria não desanimar com o novo alimento, visto que o pão de aipim foi comparado a uma pedra portuguesa. kkkkkkk Aff   Os novos pães já encontram-se nos supermercados e em lojas como Mundo Verde, fabricação própria do restaurante Celeiro, no Leblon, Restaurante Fontes, em Ipanema.
Uma médica ortomolecular rebate quanto ao consumo esporádico após a dessensibilização ao glúten, ela alega que você passa a se sentir tão bem, que não vê mais necessidade de consumir novamente. Ela alega também que come batata doce, aipim, tapioca, pães sem glúten no café da manhã, enfim, uma variedade imensa e cheia de benefícios que nem pensa em voltar a consumí-lo.
Há um exame de sangue para detectar alergias retardadas, feito nos Estados Unidos, que detecta a intolerância de 96 alimentos, e custa mais ou menos R$900,00. No Brasil, só consegue detectar 37 alimentos que causam apenas alergias imediatas. Outra maneira de acelerar a vida sem glúten é fazer colonterapia, que seria uma lavagem do intestino grosso, feito por um aparelho durante 40 a 50 minutos, onde circula 40 a 50 litros de água no seu intestino, provocando uma limpeza geral. Me parece meio incômodo, mas se existe deve valer a pena. Um endócrino levantou ainda uma outra opção, a oxigenação do intestino e depois limpeza, por 4 a 6 sessões de R$220,00 cada; nos casos de pessoas com constipação crônica, ele recomenda em média 10 sessões, 2 vezes por semana. Um alimento normal leva 18 horas da mastigação até ser eliminado pelo reto; já a que contém glúten leva 26 horas, lembrando que o excesso vai retendo mais toxinas no organismo e promovendo a disbiose, que seria a alteração da flora intestinal normal, com fermentação e retenção de líquidos, além de uma série de doenças auto-imunes, articulares e até a depressão.

Danos causados pelo Glúten:
Como já disse anteriormente, ele gruda na parede intestinal, retarda o metabolismo, baixa a imunidade e promove absorção de toxinas.

  • intolerância alimentar – o glúten adere as paredes e prejudica o funcionamento do intestino, onde os primeiros sintomas são: intolerância alimentar, desconforto abdominal, gases, retenção de líquidos.
  • obesidade – com o metabolismo lento, o intestino não processa os alimentos e vai produzindo gordura abdominal, a síndrome da intolerância à insulina e diabetes.
  • baixa imunidade – o metabolismo retardado afeta o sistema imunológico, favorecendo doenças auto-imunes, entre elas artrites e artrose.
  • intoxicação e enxaqueca – com a paralisação do intestino há dificuldade de eliminação das toxinas que elevam o risco de doenças, produzindo sintomas como dores de cabeça e enxaqueca.
  • aliança com o açúcar – como o glúten alia-se ao açúcar, um “sequestrador” do cálcio do organismo, aumenta o risco de osteoporose, cáries, ranger de dentes, insônia, hipertensão e colesterol alto.
  • depressão – ao impedir produção natural de serotonina, favorece a depressão e o mau-humor.

   Reforçando que a proibição é somente para os que apresentam a doença celíaca (doença que provoca distúrbios gastro-intestinais), que pode levar a diarreias violentas e até morte. No Brasil essa doença atinge um em cada 300 brasileiros, 35 mil celíacos, onde só 1000 com diagnóstico, outros 25 mil passam mal em hospitais por ai, em filas de gastrites, das diarreias crônicas, das enxaquecas, das dores articulares sem cura e nem sabem. Lembrando que essa doença provoca baixa metabólica, diabetes, hipertireoidismo e até epilepsia, então procure um médico para poder tratar-se. O exame que detecta essa doença chama-se atitransglutaminase e antiendomísio, mas pelo que soube, não estão inclusos no SUS e nem em alguns planos de saúde.

Site de uma gourmet antiglúten: www.riosemgluten.com

   Não estou aqui fazendo apologia para que pare de comer o glúten, mas acho importante repensar na sua saúde, quem sabe não é explicação para sintomas que você reconheceu aqui nessa reportagem.  Espero que tenha ajudado.